quarta-feira, 5 de junho de 2013

Um cheiro vale mais do que mil palavras

Muitas vezes eu publico fotos aqui no blog. Isso para compartilhar com todos momentos legais pelos qual eu passei.

Mas tem fotos que, por mais que eu coloque aqui, nunca vão transmitir o que passei. 

Essa é uma delas:




Uma chaminé de um restaurante em Inconfidentes, Minas Gerais, ao lado da Pousada Caminho da Fé, onde fiquei hospedado com minha noiva, quando fizemos o trecho do Caminho da Fé entre Ouro Fino e Borda da Mata, em 2013. Trata-se de um restaurante de comida caseira no fogão à lenha, perto do trevo de Inconfidentes, cujo telhado que nós enxergávamos da janela do quarto.


Vocês devem se perguntar: O que essa paisagem tem de tão especial?
Eu respondo: O CHEIRO!

Não há como descrever o aroma da fumaça que subia pela chaminé e chegava ao nosso quarto. 
Nós, que estávamos um tanto cansados da caminhada de manhã, que estávamos com frio e nem deveríamos abrir a janela ou sair do quarto, não aguentamos e tivemos que descer para almoçar naquele momento. E tivemos que descer à noite de novo, para jantar.



A comida maravilhosa, o cheiro delicioso, o preço para lá de acessível (10 reais), nós repetindo o prato mais de uma vez, e a cozinheira e proprietária, Dona Marilu, super simpática, conversando com a gente, e dizendo que tem prazer em cozinhar e servir (nem precisava ela dizer) isso. Só quem passa por lá para saber o que é isso.



E teve um momento que saímos da nossa mesa, que era perto do fogão, mesmo com o ótimo cheiro e ambiente quentinho, pois aquilo só dava vontade de comer mais e mais e mais. Então fomos comer na outra parte do restaurante, onde o pessoal estava assistindo novela da Globo pela TV. Não gosto mesmo de assistir essas coisas, mas até que foi prazeroso de se fazer, pois foi gostoso escutar as pessoas comentando sobre as cenas e personagens e conversar também...





Bem, eu recomendo o restaurante! Trevo de Inconfidentes, na beira da Estrada entre Ouro Fino e Borda da Mata, Minas Gerais.



Abraços e até a próxima.

Leandro M.D.
30mai13
"O homem moderno pensa perder algo - tempo - quando não faz as coisas depressa; 
 entretanto não sabe o que fazer com o tempo que ganha, a não ser matá-lo."
(Erich Fromm, mencionado por Mario Sergio Cortella, em "Não nascemos prontos!", pág.132)
np - Dorival Caymmi - Tia Nastácia (trilha sonora do Sitio do Pica-Pau Amarelo vol.01 - 1977)




10 comentários:

  1. Claudio Hirayama5 de junho de 2013 08:22

    Fala Lúcio!

    Muito boa dica! Curto muito seus artigos de viagens. Abrax!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Beleza, Ditchos! Valeu!

      Vai fazer o Caminho da Fé quando conosco? Você precisa se aquecer para o Camino de Santiago de Compostela! E o Cam.Fé é aberto para todos: católicos fieis, católicos não praticantes, budistas, evangélicos, ateus... basta ser "do bem"! (:>D

      Excluir
  2. Leandro, chegaram bem com seu Corcel I caramelo? Belo exemplar... rsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não, seu Anônimo.

      Esse Corcel I não é meu, acho é do pai da cozinheira, se não me engano.

      Nós não fomos de carro, chegamos até a cidade a pé, andando 10 km em um dia e 20km no outro! ;-D

      Abraços!

      Excluir
  3. Muito bom a comida mineira! uma das melhores do pais, na minha opinião

    Denis Sousa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza! Na minha opinião, também! Arriscaria dizer até que é uma das melhores do mundo! ;-)

      (embora eu seja suspeito em falar, pois minha família é de Minas, uai!, rsrs)

      Valeu!
      Abrax

      Excluir
  4. Respostas
    1. Essa restaurante fica no trevo de Inconfidentes, na estrada que liga Ouro Fino à Borda da Mata.

      Eu peguei no Tietê o ônibus para Ouro Fino, e de lá fui a pé (caminhada de 10km, fazia parte do plano).

      Talvez outra opção possa ser ir de bus por Estiva ou Pouso Alegre, alguma cidade na Fernão Dias, não tenho certeza, melhor pesquisar na web.

      Se for de carro, não sei se é melhor ir pela Fernão Dias ou por Campinas. Também aconselho a pesquisar.

      E peço, por favor, para me informar, pois penso em visitar essa cidade novamente, mas sem ser pelo Caminho da Fé.

      Excluir
  5. Que saudades daquela comidinha, daquele cheiro do fogão a lenha.

    ResponderExcluir